Home Random Page


CATEGORIES:

BiologyChemistryConstructionCultureEcologyEconomyElectronicsFinanceGeographyHistoryInformaticsLawMathematicsMechanicsMedicineOtherPedagogyPhilosophyPhysicsPolicyPsychologySociologySportTourism






A boneca que Amanda tanto odeia

Em dado momento de Rag Princess Sews, você encontra Amanda batendo enfurecidamente em uma boneca de pano. Alega-se que essa cena representa a fúria de Amanda por Jennifer ter conseguido subir no ranking da Aristocracia, ficando numa posição superior à dela. Em seu diário, Amanda diz repetidas vezes que odeia Jennifer, apesar disso, ela é a que a trata da melhor forma.

É para usar a arma...

Mas não para atirar???

O final ruim do jogo provavelmente está relacionado a:

A) O jogador teve uma má interpretação dos personagens e por isso teve a vontade de matar algum deles (sim, isso é errado, pois você matou o personagem mais puro da história);

B) A Jennifer falhou em relembrar seu passado ou omitiu fatos, o que tornou os acontecimentos contraditórios ou falsos;

C) Ambos.

A resposta potencialmente é C, pois um jogador com noção de certo e errado atento saberia o que fazer naquele momento (na teoria, na prática, matar seria a única solução), e por conta disso eu acho que muita gente não gostou do jogo por ter feito esse final sem compreender que não havia um vilão a ser confrontando lá. Eu não os julgo, pois não dá para saber que o jogo tem uma segunda opção, só se você for atento ao padrão do Gregory e notar o delay que o jogo dá quando ele estende as mãos (o que simboliza algum acontecimento chegando). De qualquer forma, você só ficaria confuso... Até lembrar que a Wendy disse ‘‘use isso’’ ao invés de ‘‘FIRE IN THE HOLE, BITCH’’. Também sendo a B por motivos óbvios, haveriam erros na continuidade seguindo este final.

Se você fez o caminho certo, dando a escolha a Gregory, irá continuar o jogo e será recompensado com todo orfanato para explorar, o que te dará compreensão mais ampla do enredo. Antes de partir para a luz de suas lembranças, há algumas coisas a se observar no cenário caótico de Stray Dog:

· A volta do Brown é explicitamente um desejo da Jennifer de tê-lo ao seu lado, uma lembrança de que ele estaria sempre ali para protegê-la, ser fiel a ela, assim como ela foi fiel com ele, o pondo à frente de Wendy.

· As roupas no chão, assim como as visões no olho mágico durante os momentos íntimos e repugnantes de Hoffman com Clara são memórias oprimidas de Jennifer, que se recusa a ver os corpos de seus colegas mortos. Apesar de tudo, talvez ela só nutrisse um ódio passageiro por Wendy por tudo o que ela fez mesmo com as promessas de amor eterno, estando aberta a ser amiga das outras crianças.

· Seguindo o ponto das roupas e a lenda do Stray Dog (que raptava e comia crianças), se montou uma teoria de que Gregory realmente fazia isso, e pior: ele, num surto, acabou matando e devorando o próprio filho. Isso se fortaleceu porque as roupas dele estão em cima de uma cama igual as roupas das crianças do orfanato aparecem durante a luta final. E também porque se você perguntar ao boneco o que fazer, ele dirá que você precisa usar a arma como ‘‘instrumento de justiça’’, o que aponta uma certa culpa para o lado de Gregory. Mesmo assim, creio que a referência à justiça seja relacionada ao massacre.



· Eu acho que o começo desse capítulo tenta te relembrar que apesar de tudo, aquelas que fizeram maldades com você são apenas crianças facilmente manipuláveis, inclusive entre elas mesmas... Isso me veio quando eu entrei na sala da Aristocracia e vi o quadro com a seguinte mensagem: ‘‘A história do Cão Vadio é mentira da Wendy’’ com um desenho rabiscado. Esse pequeno momento me fez pensar que todas as meninas ali ainda conservam uma parte de sua inocência, por isso eu me recuso a acreditar que a Diana seja totalmente má como o jogo quer fazer que você pense em Goat Sisters. Sim, ela é a mais maligna de lá, mas talvez ela também pudesse ser um caso recuperável com a administração da Jennifer como Princesa da Aristocracia, ou se o orfanato funcionasse devidamente... acaba ficando só na imaginação, e o momento servindo para você sentir o baque quando presenciar o massacre e ver que nem Diana, Eleanor, Amanda ou Meg tiveram chances de mostrar algum lado positivo de suas personalidades... Mas elas foram presenteadas...

 


Date: 2015-12-17; view: 145


<== previous page | next page ==>
Sick Bay, Sir Peter e Mermaid Princess | Once Upon a Time...
doclecture.net - lectures - 2014-2017 year. (0.006 sec.)